Descubra se seu negócio está preparado para SOBREVIVER aos próximos 5. Ou NÃO!

MindSet Produtividade Bruno Faioto

Gestão do Tempo, 7 coisas que profissionais bem sucedidos podem te ensinar sobre

Leitura aproximada em: 6 minutos

Gestão do tempo para profissionais de sucesso

 

Saber administrar bem o seu tempo é fundamental para garantir um bom desempenho em suas atividades.

Com isso em mente, separei 7 itens que profissionais bem-sucedidos têm a ensinar e compartilhar sobre gestão de tempo.

Antes de mais nada, quero deixar uma regra bem clara aqui sobre Gestão do Tempo e Produtividade.

Estar ocupado não significa ser produtivo.

Vamos ao conteúdo, acompanhe!

Você atrasa com frequência em seus compromissos, e por muitas vezes não consegue terminar sua tarefas no horário de trabalho? Ou ainda precisa estender por horas sua jornada para “dar” conta das tarefas?

Já desejou que seu dia houvesse mais de 24h? Acredite, é possível cumprir com todos os seus compromissos no dia a até mais. Basta gerenciar melhor o seu tempo.

Gerenciar melhor o tempo, significa saber administra-lo e organiza-lo nos diversos afazeres diários. Principalmente com foco sempre na qualidade ao executar qualquer tarefa. Com uma programação adequada é possível lidar com todas as adversidades do dia.

Saber administrar bem o seu tempo é fundamental para garantir um bom desempenho em suas atividades e manter uma rotina mais saudável.

Com isso em mente eu separei 7 itens levados a sério por profissionais bem sucedidos sobre Gestão do Tempo.

Lembre-se que… se você já esta acostumado a se atrasar com os compromissos diários, mesmo pessoais, terá um grande trabalho a frente. Cuidado! Pois isso pode significar que não da importância a essas tarefas e outras pessoas podem estar te enxergando dessa forma.

 

Vamos as técnicas:

1. Identifique as prioridades

Um bom começo para controlar o seu tempo de maneira eficiente é identificar quais são as atividades prioritárias.

É importante visualizar quais tarefas você desprende mais tempo, e analisar se de fato é necessário executá-las.

Defina horários específicos para mexer no celular, acessar redes sociais, conversar com os colegas e entre outras. A menos que seu trabalho seja “nas redes sociais”, desligue o quanto antes.

Para avaliar a situação, utilize planilhas, aplicativos como Evernote ou outros aplicativos de produção. Umas das minhas técnicas de classificação de prioridades, na qual aprendi e ensino em um dos meus treinamentos é…

Por ordem separar as atividades/tarefas da seguinte forma:

  • Importantes e Urgente
  • Importantes e Não Urgente
  • Não importante e Urgente
  • Não importante e Não Urgente

Pode aprender mais sobre no Livro Produtividade Máxima de Tamara Schwambach Kano Myles

ou

Você pode também, por exemplo, dividi-las por categorias e prazos, separá-las entre as que precisam de atenção imediata e as que podem ser realizadas durante a semana.

 

2. Estabeleça prazos

Prazos para mim, são decisões inegociáveis. Claro que na pratica nem sempre funciona dessa maneira, mas precisamos pelo menos agir como.

Para muitas pessoas, ter prazos estipulados é uma ótima maneira de manter o foco, pois a pressão de existir uma data limite serve como motivação para realizar uma determinada tarefa.

Você poderá estabelecer prazos até mesmo para cumprir as atividades mais simples que aparentemente não possuem uma data para finalização.

Ao criar o limite, defina uma margem de tempo para imprevistos, pois como sabemos, eles podem aparecer.

Nesse contexto, se o seu chefe por exemplo delegar a você um projeto para ser entregue na sexta-feira, tente terminar na quinta-feira, para poder revisar com calma todo o trabalho já produzido.

Desse jeito, conseguirá manter uma gestão de tempo adequada e organizada.

 

3. Execute uma tarefa por vez

Essa é sensacional, pois exite um estudo, no qual chegou-se a seguinte conclusão. Pessoas que fazem 1 coisa de cada vez produzem até 30% mais que pessoas que executam mais de uma tarefa simultaneamente.

Algumas pessoas são apressadas e, na ânsia de resolver os problemas, acabam por fazer tudo ao mesmo tempo. Ser um multitarefa é, em muitos casos, se superestimar.

Isso pode ser prejudicial para o gerenciamento do seu tempo e, consequentemente, sabotar a sua produtividade.

O que quero dizer é que o profissional trabalha melhor ao focar em uma tarefa por vez. Essa ideia pode ser aplicada também na gestão de suas atividades pessoais.

Fazer muitas tarefas ao mesmo tempo costuma ser sinônimo de desorganização.

Uma alternativa como exemplo é fugir da tentação de checar os e-mails ao mesmo tempo em que prepara um relatório. Isso talvez possa ser realizado em intervalos de tarefas. Lembre-se, esse é um exemplo e não aplica a quem utiliza o e-mail como uma das ferramentas principal de trabalho.

 

4. Use a tecnologia a seu favor

Não tenha receio em fazer o bom uso dessa aliada poderosa tecnologia que é a gestão de tempo. Hoje, já existem diversas opções de aplicativos e ferramentas que servem como calendários, agendas e gerenciadores de tarefas que podem facilitar a sua vida. Veja alguns exemplos:

  • Todoist: aplicativo que ajuda a lembrar de tarefas corriqueiras;
  • Pomodo Timer: aplicativo para cronometrar o tempo de produção e pausa;
  • Evernote: software de organização pessoal que permite registrar compromissos e salvar arquivos e páginas da internet para consultas posteriores;
  • HabitBull: ferramenta para ajudar a monitorar seus hábitos comuns e identificar quais tomam seu tempo de forma negativa por meio de gráficos;
  • AnyDo: é um gerenciador de tarefas que possibilita concentrar tarefas em um só lugar;
  • Trello: é um aplicativo versátil que serve como gerenciador de tarefas em listas e que se ajusta de acordo com as necessidades do usuário, sendo possível organizar atividades do trabalho, eventos, projetos, estudos e prioridades.

 

5. Respeite a necessidade de descanso

Uma boa gestão de tempo também envolve determinar momentos para descanso. Afinal, o nosso cérebro trabalha de modo mais lento quando estamos cansados, o que demonstra a importância de uma mente descansada para a produtividade.

Você já deve ter observado que quando se sente descansado e relaxado consegue produzir mais em menos tempo sem comprometer a qualidade da tarefa.

Valorize o tempo com sua família, pratique esportes, leia sobre outros assuntos, assista a bons filmes, durma e se alimente bem.

Tudo isso também é crucial para o seu rendimento profissional e pessoal.

 

6. Preze pela limpeza e organização

Essa é para os bagunceirinhos de plantão. E não estou falando das crianças rsrsrsrs.

Pode parecer bobagem, mas viver e trabalhar em um local limpo e com organização faz toda a diferença. Isso porque, a organização é o primeiro passo para um bom gerenciamento do tempo.

Não quero que você se transforme em um maníaco por limpeza, mas que crie a sua própria lógica de organização. Uma que se encaixe na sua rotina e que não o faça perder tempo no meio da bagunça.

A ideia aqui é que você não esgote seu tempo com atividades que poderiam ser evitadas, pois erros assim fazem com que você perca muitos minutos para refazer os trabalhos. Então, reflita sobre qual é a melhor forma de organização para você.

Você pode anotar tudo em um caderno ou lista digital, criar padrões e regras para suas pastas, gavetas, arquivos e documentos.

Uma observação interessante: Mantenha organizado  suas coisa para que não precise ser feito por outras pessoas. Assim quando precisar de alguma coisa não precisara ficar procurando.

 

7.  Crie métricas para gestão do tempo

As métricas são indicadas para tudo aquilo que desejamos avaliar e aperfeiçoar com precisão. Afinal, com todas as funcionalidades que temos ao nosso alcance, não podemos mais nos basear em achismos para averiguar situações e tomar decisões.

Criar métricas é fundamental para a gestão de tempo, pois elas permitem visualizar melhor o seu desempenho pessoal e profissional.

Você pode iniciar ao determinar seus objetivos, um prazo de ação ou forma de mensuração.

Para ficar mais claro, escolha uma tarefa comum do seu dia a dia para ser usada como indicador, algo que possa ser mensurado, como criar relatórios.

Faça anotações todas as vezes que for realizar essa atividade em um arquivo e ao final do mês terá o seu indicador mensal.

De forma contínua nos próximos meses, você terá a média mensal do que é capaz de produzir.

Dessa maneira, você pode comparar a sua produtividade ao longo do tempo e perceber em quais momentos sua produtividade caiu.

Agora você já sabe como planejar melhor o seu tempo para executar suas tarefas com mais qualidade. Vale ressaltar que a gestão de tempo eficaz é aplicada individualmente.

Entretanto, é importante para todos manter o foco.

 

Se você gostou do conteúdo, compartilhe com alguém que você gosta…

 

Grande Abraço

Sobre o autor | Website

Especialista em Diferenciação Profissional, Empresário, Engenheiro Mecânico, Multiplicador de Cursos Profissionais, apaixonado por empreender e descobrir novas oportunidades.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: